POR QUE É IMPORTANTE AMPLIAR A PRESENÇA DE CERES NA REGIÃO?



Para responder a esta pergunta, primeiro temos que entender o que caracteriza economicamente uma cidade pólo.


Podemos dizer que Ceres é uma cidade pólo típica que está inserida em um arranjo onde outras cidades estão conectadas a ela. Nesse sentido, em termo econômicos, a cidade de Ceres (como qualquer cidade pólo) acabou se especializando na oferta de serviços para atender não somente a sua população como também a população das demais cidades da região. Em outras palavras, Ceres vende serviços para os municípios que estão em sua zona de influência, ou seja, esses municípios são “clientes” da cidade de Ceres.


Essa vocação típica de cidade pólo faz com que haja uma grande concentração (em termos proporcionais) de hospitais, clinicas, laboratórios, escolas, campus de instituições de ensino superior, agências bancárias e órgãos de governo, ao mesmo tempo em que caracteriza uma atrofia de outros setores tais como indústrias, por exemplo.


No caso específico das indústrias, o posicionamento geográfico da cidade constitui desvantagem logística que também inibe um pouco a atratividade de Ceres para esse tipo de empreendimento, sendo que existem outras localidades na região com maiores vantagens nesse aspecto.


Em suma, a prosperidade da cidade de Ceres depende muito da prosperidade dos municípios conectados a ela. Quando uma indústria se instala na região, o benefício não é apenas local e possivelmente, parte da riqueza decorrente deste empreendimento acaba vindo parar em Ceres quando as pessoas veem para cá fazer compras, se consultar em uma clínica, cursar alguma faculdade etc.


Esse arranjo regional faz com que Ceres tenha aparência de cidade melhor organizada e atribui a ela indicadores sociais tais como nível de escolaridade e quantidade de leitos hospitalares por habitantes, muito mais elevados que os verificados na demais cidades, por outro lado, torna a estratégia de desenvolvimento econômico bem mais complexa posto que, o município é um tanto quanto dependente da manutenção de seu status de cidade pólo.


Ao mesmo tempo, esse status faz com que Ceres se transforme em uma cidade cara, não somente para seus moradores como também para a gestão pública municipal que, precisa atender a uma demanda de infraestrutura muito maior do que a que teria que atender se fosse uma cidade “comum”, possui um cidadão cliente bem mais exigente, tendo em vista que este é mais instruído e necessita fazer frente a um fluxo de visitantes substancialmente maior do que sua população normal durante a semana.


Em decorrência disso, a pressão por investimentos públicos em Ceres é mais intensa o que afeta as contas municipais e força o governo local a elevar a carga de tributos.


Todavia, quando a carga de tributos municipais é elevada, a cidade perde competitividade e dessa forma, “o tiro sai pela culatra”. O custo dos serviços, principal atividade econômica da cidade – se eleva, o preço dos mesmos sobe e os clientes de fora – que drenam recursos para a cidade – deixam de vir “gastar” em Ceres.


Portanto, a boa e velha solução de aumentar os impostos não é uma solução sustentável.


O que precisa acontecer então e a ampliação da base de arrecadação o que acontece quando a economia da cidade cresce.


Nesse sentido, como estamos falando de uma cidade pólo típica, que vende serviços para outras cidades, é extremamente importante que Ceres assuma um protagonismo maior na região, não somente para manter posição como também para retomá-la.


É importante que os postulantes ao Executivo municipal tenham planos estratégicos focados no crescimento econômico da cidade, elaborados de forma inteligente e realista, levando em conta tanto as características locais como o arranjo regional no qual Ceres está inserida. Esses planos precisam considerar também a ampliação da área de influência da cidade e, para isso, é preciso fortalecer o que já temos de melhor e trabalhar o marketing do município, dessa forma a quantidade de cidades “clientes” de Ceres tenderia a aumentar e, por tabela, cresceria a circulação de dinheiro em nossas lojas, escritórios, hospitais, escolas etc.


É por isso que é tão importante Ceres ampliar sua presença na região.

Econ. Alexandre B. Marques

Economicidade

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com