7 DESPERDÍCIOS QUE ACABAM COM A EFICIÊNCIA DA SUA EMPRESA


O Sistema Toyota de produção trouxe uma série de inovações na forma como analisamos a realidade das empresas.


Dentre as lições aprendidas com os engenheiros da Toyota, estão os sete desperdícios da produção.


Inicialmente desenvolvido para avaliar a situação de uma linha de montagem, os sete desperdícios são facilmente adaptáveis a qualquer negócio e podem ajudar bastante na hora de fazer um diagnóstico de uma empresa visando o desenvolvimento de um plano de melhoria.


Vamos à lista!


ESPERA: É o momento em que a produção tem que parar porque está faltando algum material ou porque precisa aguardar a conclusão de outra etapa do processo que está sendo executada por outra equipe. Também acontece quando um determinando departamento não pode concluir um processo porque está esperando uma informação ou depende do ok de alguma pessoa que raramente está disponível para dar este ok. A causa deste desperdício pode estar em um fluxo de produção mal desenhado, no excesso de burocracia, no descompasso entre a produção e o estoque, entre outras possibilidades.


DEFEITO: Quando o produto está fora das especificações, ou seja, não funciona ou nem mesmo atende às necessidades do cliente. Ele fica bem evidente quando as devoluções e as reclamações aumentam. Dentre as diversas causas, podemos considerar a falta de qualificação técnica da equipe, máquinas com defeito ou desreguladas, falha no levantamento dos requisitos do cliente etc.


TRANSPORTE: Quando a linha de produção está em um lugar, o estoque está a “léguas” de distância deste lugar e quando a expedição fica no sentido oposto, obrigando assim, que haja o transporte desnecessário de mercadorias, insumos e peças. Além de tomar tempo, este desperdício pode ocasionar perdas durante o transporte causando ainda mais prejuízos.


MOVIMENTAÇÃO: Este problema, normalmente acontece junto com o problema do transporte. Ocorre quando o layout (a disposição das máquinas na linha de produção) está mal desenhado e obriga as pessoas a ficarem se movimentando mais do que o necessário. Imagine, por exemplo, uma linha de produção que esteja distribuída em um prédio de vários andares, onde as máquinas estão em um pavimento, o estoque em outro, a expedição no subsolo, obrigando a produção a fazer um zigue-zague interminável. Aí está um desperdício bastante perigoso.


EXCESSO DE ESTOQUE: Estocar mercadoria ou matéria prima além da medida é um erro grave cometido por uma grande parcela das empresas. Excesso de estoque significa dinheiro empatado, compromete seu fluxo de caixa, ocasiona custos de manutenção desnecessários e pode resultar perdas por vencimento de validade. Em resumo, é um desperdício gravíssimo.


EXCESSO DE PRODUÇÃO: Acontece quando você empresário “erra a mão” produzindo (ou comprando) mais do que os seus clientes estão interessados ou podem comprar. Quando a empresa não tem controle estatístico das vendas e não está atenta às expectativas de seus clientes esse tipo de desperdício se torna bastante evidente.


SUPER PROCESSAMENTO: Pode ser entendido como excesso de burocracia. Ocorre quando são acrescidas etapas ao processo que não agregam valor algum aos clientes. É aquela quantidade imensa de verificações que não verificam nada mais que travam o processo. Muito comum em repartições públicas.


Pois bem, um passeio pelo chão da fábrica, uma boa olhada no salão de vendas e visitas regulares aos diversos departamentos administrativos de qualquer organização podem revelar uma série desses desperdícios.


O grande problema é que de tão evidentes e corriqueiros eles passam a fazer parte da paisagem do empreendimento. As pessoas se adaptam a eles que, com o tempo, consideram tudo normal. Daí a necessidade de colocar profissionais de fora da empresa, gente que não esteja no olho do furacão, para que eles possam perceber o que está acontecendo e propor um plano de melhoria. O benefício decorrente, normalmente compensa o investimento.

Econ. Alexandre B. Marques

Economicidade

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com