BOLETIM DA ATIVIDADE ECONÔMICA DE CERES – JUNHO DE 2021


EMPREGO


Os dados acima foram extraídos do CAGED no dia 10 de junho de 2021.


No acumulado dos últimos dozes meses foram geradas 421 vagas de emprego na cidade de Ceres.


O estoque de empregos em nossa cidade, fechou o mês de abril com 5.378 pessoas, o que constitui um crescimento de 8,3% no desde maio de 2020.


Isso aponta para um gradativo processo de retomada da economia e recuperação de empregos perdidos.


NOVAS EMPRESAS



Segundo o empresometro.com, foram abertas 39 novas empresas na cidades Ceres. É o terceiro mês consecutivo de aberturas de empresas acima da média que é de 37 empresas.


Em 31 de maio, o total de CNPJ ativos em nossa cidade era de 2.481 empreendimentos.


ENERGIA



O consumo de energia elétrica em nossa cidade, conforme informado pela CHESP, fechou os primeiros cinco meses do ano com 17.060.623 kWh, o que é praticamente a réplica do ocorrido em 2020.


Isso indica estagnação, sendo que, com base na série histórica, a tendência para o exercício de 2021 é de um consumo 0,9% menor do que o percebido no ano passado.


Considerando a forte correlação que existe entre a soma de todas as riquezas produzidas na cidade e o consumo de energia elétrica, podemos afirmar que a economia de Ceres continua atrofiada.


RESUMO DA ÓPERA


A atividade econômica em nossa cidade continua aquém do desejável, todavia, tem havido geração de emprego e foram registradas mais aberturas do que fechamentos de empresas, o que aponta para um possível processo de retomada, que no caso de Ceres deve ser mais lenta do que a média nacional.


Os setores da economia com melhores perspectivas de crescimento em 2021 são: construção civil, logística, agronegócio, tecnologia da informação e mineração. Como os ramos de atividade listados não são tão expressivos em nossa cidade, o potencial de crescimento da economia local não é tão grande.


Não obstante a força do APL de Serviços de Atenção à Saúde na cidade de Ceres, o mesmo não parece ser suficiente para alavancar o crescimento da economia local.



Econ. Alexandre Bouças Marques

alexandrebmeconomista@gmail.com

Econ. Alexandre B. Marques