DEZ BOBAGENS QUE DIZEM POR AÍ SOBRE PLANEJAMENTO


Antes de qualquer coisa, cabe lembrar que nunca é tarde para começar a fazer o que é certo, portanto, você não precisa esperar o fim do ano para pensar em planejamento. PARE E PLANEJE AGORA!


Muito bem... Feito esse alerta, deixe-me explicar que a lista de “preciosidades” que vou apresentar aqui não é minha. Ela foi obtida no livro Gestão e Governança Pública para Resultados, de autoria de C. S. Altounian, D. L. de Souza e L. R. G. Lapa, publicado em 2017 e que se encontra em sua 2ª edição. [Quem quiser conferir, basta dar uma olhada nas páginas 48 e 49].


Por outro lado, os comentários e refutações às tais “preciosidades”, esses sim, são argumentos meus, baseados em experiência e estudo.


Vamos lá!


Bobagem nº 1 – a equipe de planejamento se recusa a entender que não temos tempo a gastar nessas reuniões de definição de problemas e apresentação de propostas.

Resposta: Meu amigo, a sua falta de tempo se deve justamente ao fato de você estar apenas concentrado em executar tarefas que são urgentes em decorrência de serem problemas que foram mal resolvidos, se você não parar para pensar e continuar agindo como se fosse um louco, continuará sem tempo com ou sem reunião. A diferença é que sem planejamento a coisa só piora.


Bobagem nº 2 – esse processo de planejamento demora muito tempo, ou então, é muito burocrático.

Resposta: Para tudo existe método e o método de se planejar – as ferramentas que são usadas – já foi testado em outras organizações e funcionam. No começo, por falta de prática, o ato de planejar é mais demorado, todavia, na medida em que a equipe “pega o jeito” a coisa flui de forma mais rápida e assertiva.


Bobagem nº 3 – fazer planejamento é fácil, quero ver é “fazer acontecer”.

Resposta: Típico erro de quem acha que planejar é só fazer um relatório bonito e enfiá-lo em uma gaveta. O planejamento é, na realidade, um grande ciclo de melhoria, ele só funciona se você acompanhar a execução, avaliar os resultados e agir corrigindo o que estiver fora da rota. Se você fizer isso, o planejamento, com certeza irá te ajudar a fazer as coisas, realmente acontecerem.


Bobagem nº 4 – a organização poderia ter melhores resultados se acabasse com essas discussões de planejamento e alocasse toda a equipe na linha de produção.

Resposta: Meu amigo! Se você só produzir sem saber o quê produzir, quando produzir, como produzir, para quem e de que maneira vender, você produzirá rapidamente o caminho para a falência!


Bobagem nº 5 – esse time de planejamento “fica falando”, mas não sabe como é difícil o nosso trabalho, aliás, deve ter essas ideias porque nunca fez nada na empresa [ou na prefeitura, repartição etc.].

Resposta: A função do Planejamento é ser o “azeite da engrenagem” que ajuda a máquina inteira a funcionar, nós não nos intrometemos onde não somos chamados e tudo o que é proposto é feito de forma colaborativa, contando com a participação de quem vai executar o plano. Estamos aqui para ajudar e, quem está fora do olho do furacão consegue ver melhor do que quem está no meio do turbilhão.


Bobagem nº 6 – planejar para outra pessoa fazer “é mole”.

Resposta: Acesse a NETFLIX, procure a série “A casa de papel” e veja o que o personagem chamado “Professor”, interpretado pelo ator espanhol Álvaro Morte, faz. Isso será o suficiente para desconstruir esse argumento.


Bobagem nº 7 – essas metas definidas no processo de planejamento estão atrapalhando a apresentação de propostas criativas e inovadoras, pois acabaram direcionando todo o foco da equipe.

Resposta: As metas existem para medir resultados e isso não anula a criatividade de ninguém. Muito pelo contrário, isso te desafia e o desafio é o que faz com que a criatividade seja, de fato, proveitosa.


Bobagem nº 8 – não adianta querer organizar demais a empresa [ou o órgão público], pois vivemos em um estado “caótico”, no qual a organização nasce da desorganização e vice-versa.

Resposta: Isso é o mesmo que dançar ballet na beira de um abismo, talvez dê certo por algum tempo, todavia, mais dia menos dia... O caos não somente atrapalha o amadurecimento da organização como também esconde a incompetência e facilita a vida de quem quer agir de má fé. Não conte com a sorte, aprenda a planejar.


Bobagem nº 9 – se o planejamento toma por base cenários futuros, para que gastar tanta energia em soluções que poderão ser alteradas em face da imprevisibilidade no decorrer do tempo?

Resposta: Não temos controle sobre o que vai acontecer amanhã, porém, se direcionarmos nossas ações de forma planejada e avaliarmos nossos resultados constantemente, o caminho percorrido fica menos imprevisível e os resultados desejados se tornam mais factíveis. O fato de não sabermos o que irá ocorrer no futuro, não nos impede de projetá-lo. É assim que o futuro acontece!


Bobagem nº 10 – o planejamento engessa o nosso trabalho.

Resposta: O planejamento direciona o trabalho, indica os objetivos e a estratégia para atingi-los. Quando não temos planejamento e agimos guiados pelo calor do momento, o que ocorre é a perca de foco e com ela a perca de tempo, o retrabalho, a desorganização, o prejuízo, o descrédito diante de fornecedores, da equipe, da sociedade etc.


Em todo o tempo em que vivenciei o Planejamento tanto no setor público quanto na iniciativa privada, ouvi todas essas bobagens e talvez, seria possível até relembrar mais algumas.


A história ensina que quem planeja melhor vence as guerras, obtém as maiores conquistas, é mais próspero, possui mais poder. Se você não planeja, o que sobra é a sorte. Você quer arriscar?


Econ. Alexandre Bouças Marques

alexandrebmeconomista@gmail.com

Econ. Alexandre B. Marques