EM QUE CONSISTE UM SISTEMA DE GESTÃO DE QUALIDADE?


Para você administrar bem qualquer tipo de organização é necessário talento e intuição, todavia, isso não é tudo e, às vezes, contar com estas características pode, com o passar do tempo, torna-lo mais dependente da sorte do que de qualquer outra coisa.


Pois bem, ao mesmo tempo que as habilidades pessoais são importantes para o sucesso em qualquer gestão, existe também o método e a técnica como ferramentas chave para conseguir atingir o objetivo desejado sem tanto sofrimento. Afinal, você não é a primeira pessoa do mundo a assumir a gestão de uma empresa ou de um órgão público, ou seja, você não precisa inventar a roda! Antes de você muita gente já exerceu a sua função em diversas épocas e lugares mundo a fora.


Os sistema de gestão de qualidade nasceram justamente da experiência de gestão acumulada pela humanidade ao longo do tempo. Em outras palavras, quando fazemos uso de uma norma ISO para gerenciar a qualidade de uma organização temos em seu bojo um compilado de boas práticas, comprovadamente bem sucedidas, portanto, seguir a receita do bolo prescrita na mesma ajudará ainda mais a potencializar as suas habilidade de gestão pois tornará mais profissional as suas decisões.


Com um sistema de gestão de qualidade você consegue entender melhor a sua empresa, por meio da análise crítica dos indicadores e dos problemas enfrentados, isso nos permite sair da mera intuição superficial e imediatista para termos um enfoque mais profundo que nos permite encontrar soluções realmente assertivas.


Uma vez encontrados os melhores caminhos a serem percorridos, podemos padronizar o jeito certo de fazer a coisa para que a equipe não perca tempo com “atalhos” que nos levam a lugar nenhum! O time fica mais ágil e ganha tempo para melhorar cada vez mais.


Fazendo uso de um sistema de gestão de qualidade você passa a perceber a importância da métrica como ferramenta para atestar os seus resultados e, com o tempo e com ajuda de gente qualificada para isso, você aprende quais são realmente os indicadores adequados para medir os resultados de forma a obter, de fato, eficiência, eficácia e efetividade. A partir de então, as suas decisões passam da simples intuição para a fundamentação com números e fatos.


Enfim, há muitos ganhos quando um sistema de gestão de qualidade é implantado de forma correta dentro de uma instituição. A certificação tão desejada, é apenas um detalhe. O que importa na verdade é a melhoria contínua e o amadurecimento da organização como um todo. Vale a pena investir nisso, sobretudo, em um mundo corporativo tão competitivo quanto o atual.

Econ. Alexandre B. Marques